O tratamento não invasivo alia odontologia e tecnologia

Uma das mais novas soluções para quem deseja dentes mais bonitos são as lentes de contato dentais, facetas finíssimas de porcelana, com espessura que varia entre 0,3 mm a 0,8 mm e são aplicadas sobre a superfície do dente. Esses laminados cerâmicos são a mais forte tendência da odontologia estética e indicados para adultos que possuem dentes espaçados após tratamento ortodôntico, desalinhamentos, para quem quer encobrir manchas, grandes restaurações, dentes escurecidos, fraturas
dentais.

As lentes de contato podem proporcionar um sorriso bonito com aparência natural em pouquíssimo tempo e têm atraído cada vez mais adeptos. Segundo a Sociedade Brasileira de Odontologia Estética, nos últimos 10 anos houve um aumento de cerca de 300% na procura por este tratamento. Desde 1982 atuando na odontologia, a cirurgiã dentista Rita Trindade explica que o primeiro passo para quem tem interesse no tratamento é procurar um profissional especializado para uma avaliação. “ Caso realmente o tratamento seja necessário, o dentista realiza um desgaste mínimo nos dentes, devido à espessura ultrafina das lentes de contato. Dependendo da indicação, o dente não precisa sofrer desgaste, o que garante a maior preservação da estrutura dental”.

Rita Trindade informa ainda que o tratamento com lente de contato dental é minucioso e previsível. Cada lente é planejada de acordo com a harmonia facial do paciente, e pode ser analisada digitalmente através de um sistema digital chamado DSD (Digital Smile Design). Este avanço tecnológico permite escanear os dentes, desenhar o novo sorriso no computador e apresentar uma simulação do resultado ao paciente. A presença do técnico em prótese dental, o protético, em conjunto com o cirurgião dentista, fortalece o vínculo de confiança e a excelência no resultado. Ela ressalta a importância de uma avaliação minuciosa no caso de jovens , pela possibilidade de retração gengival nessa faixa etária.

Contra Indicações

O método não é indicado para pacientes com problemas severos de alinhamento, oclusão e bruxismo. Como as lentes não são reparáveis, podem sofrer rachaduras ou até mesmo fraturas mais facilmente. A aplicação da técnica também não é indicada para crianças e adolescentes e para quem já tem reabilitação protética. O tratamento com lentes de contato não substitui o tratamento ortodôntico. As lentes vão além da estética, Devolvem função e harmonização ao sorriso, melhorando a autoestima.

Duração

Consultas periódicas ao dentista, escovação e uso do fio dental tendem a aumentar a durabilidade das lentes de contato. Porém, vale frisar que as lentes não protegem os dentes de cáries, o que exige especial atenção com a higiene bucal.